História

As missões MAVEN e MOM

As missões MAVEN e MOM

O ano de 2013 foi muito ativo em termos de exploração de Marte. E é que duas missões foram lançadas durante este ano para o planeta vermelho, e com uma diferença de dias: MAVEN da NASA e MOM de ISRO.

MOM, Índia em Marte

A missão MOM (Mars Orbiter Mission), lançada em 5 de novembro, foi a primeira missão de exploração de Marte conduzida pela Organização de Pesquisa Espacial da Índia (ISRO). Se essa missão terminar com sucesso, a ISRO se tornará a quarta agência espacial a atingir solo marciano, depois de Roskosmos (Rússia), NASA (EUA) e ESA (Europa).

O MOM é um orbitador cuja missão principal não é explorar Marte, mas dar a conhecer os sistemas espaciais da Índia, bem como o desenvolvimento das tecnologias necessárias para o projeto, planejamento e gerenciamento de uma missão interplanetária. Embora, como é lógico, busque, de maneira secundária, explorar as características da superfície marciana, sua morfologia, mineralogia e atmosfera através de vários instrumentos científicos.

O MAVEN estuda o clima marciano

Por seu turno, a NASA lançou sua missão MAVEN em 18 de novembro. A sonda deverá chegar a Marte aproximadamente 10 meses após seu lançamento, ou seja, em setembro de 2014.

O principal objetivo da sonda MAVEN na exploração de Marte é obter medidas da atmosfera marciana, a fim de ajudar a entender a dramática mudança do clima no planeta vermelho ao longo de sua história.

Dessa forma, com a missão MAVEN, será possível reunir as informações necessárias para saber como e a que velocidade os gases atmosféricos de Marte estão sendo perdidos no espaço e também decidir o que aconteceu no passado.

O estudo da atmosfera pode revelar o impacto que essa mudança produziu no clima marciano, nas condições climáticas e em sua estrutura geológica e geoquímica, o que nos ajudará a entender se a vida poderia existir em Marte.

Para realizar todas essas investigações, a sonda transportou oito instrumentos científicos diferentes que farão medições da atmosfera superior do planeta vermelho por um ano.

◄ AnteriorPróximo ►
O Curiosity RoverO futuro da exploração em Marte