Universo

Catálogo Messier. Observando o Universo

Catálogo Messier. Observando o Universo

Esta composição mostra alguns dos objetos celestes que fazem parte do Catálogo Messier.

Charles Messier era um astrônomo francês (1730-1817). Enquanto fazia suas observações em busca de cometas, ele se dedicou a catalogar objetos de fraca luminosidade que podiam ser vistos no céu noturno.

O catálogo Messier foi publicado pela primeira vez em 1774 e foi o primeiro catálogo de objetos do espaço profundo. Em sua primeira versão, agrupou menos de 50 objetos. Hoje, ele é composto por um total de 110 objetos, numerados de M1 a M110. O catálogo tornou-se tão popular no campo astronômico que os objetos são frequentemente descritos pelo número M em vez de pelo nome científico.

Os objetos que aparecem são principalmente nebulosas, galáxias e aglomerados de estrelas. Alguns exemplos são a Nebulosa do Grande Órion (M42), Nebulosa do Anel em Lira (M57), Aglomerado Aberto das Plêiades (M45), Galáxia do Redemoinho na Ursa Maior (M101) e Galáxia Espiral de Andrômeda (M31).

Desde o final dos anos 70, as maratonas de Messier se tornaram muito populares entre os entusiastas da astronomia. São encontros de fãs de todo o mundo em que você tenta observar o maior número possível de objetos no catálogo em uma única noite. O melhor momento para uma boa observação são as noites de lua nova no início da primavera.

◄ AnteriorPróximo ►
Morro do ParanalCéu boreal
Álbum: Fotos do Universo Galeria: Observando o Universo